Livros e mais livros (1)

Alo você,

após receber minha enxurrada de livros e ainda receber um de presente do meu caro amigo Lucas, ficou inevitável não falar sobre isso. Como já deu pra ver, esse é apenas o primeiro de um tópico que constantemente irá surgir por aqui: a relação dos livros com os games. E que relação de amor mais linda.

Poderia dividir os livros em algumas categorias. Na verdade, poderia dividir em várias categorias, mas isso iria mais complicar do que ajudar, portanto vou separá-los apenas em acadêmicos e não acadêmicos.

Hoje vou falar de dois não acadêmicos e dois acadêmicos e num verdadeiro milagre, todos estão em português (mesmo que traduzidos).

Começarei pelos não acadêmicos e na ordem cronológica. Sendo assim, o primeiro livro de hoje é um clássico dos clássicos, da década de 80. Esse livro foi talvez a grande inspiração para Matrix e seus leitores realmente vão perceber algumas grandes semelhanças. Alguns na realidade vão dizer que Matrix beira o plágio do ótimo Neuromancer, de Wilian Gibson. Esse é daqueles livros que são capazes de marcar sua vida. Não por ter grandes lições morais nem nada disso, mas pela forma com que é escrito e pela narrativa instigante e criativa. O enredo se desenvolve de tal forma e você as vezes se sente tão perdido que parece estar vivendo no mesmo ambiente que o protagonista. A ligação com os games se dá por ser uma narrativa de ficção científica que marcou época e assim como Matrix, várias produções e autores foram influenciados por essa obra. Pra quem é fã de ficção científica futurista esse livro é um prato cheio. Pra quem não é fã desse tipo de leitura, vale a pena arriscar, pois o mundo Cyberpunk está mais real do que imaginamos.

O próximo livro é mais novo, bem mais novo, de 2010 e trata-se de “O jogador número 1” de Ernest Cline. Esse, confesso, ainda não terminei, apenas comecei, mas já estou bastante interessado em continuar (mas onde está o tempo para ler tranquilamente?) o mais rápido possível. O livro mistura videogame com a cultura oitentista e é bastante influenciado por Matrix (deu pra entender a importância de Neuromancer agora?). A narrativa é simples e direta, do tipo fácil de assimilar e faz o leitor querer cada vez mais. Ainda quero onde vou chegar com essa leitura, mas desde já recomendo para todo jogador que se preze e para todos estudiosos do tema, afinal essa obra já se tornou best seller e não tardará a ser adaptado ao cinema, haja visto que os seus direitos JÁ foram vendidos para a Warner Bros.

Agora os acadêmicos. Primeiro, uma produção made in Brazil: “Game over, violência e jogos eletrônicos” da pesquisadora e minha colega Lynn Alves. Esse é o tipo de livro que é praticamente um favor aos pesquisadores, pois ele consegue reunir e resumir boa parte da teoria sobre jogos eletrônicos, servindo como uma excelente porta de entrada para esse meio. Lynn resume o embate entre Ludologistas e Narratologistas e apresenta outras teorias que se aproximam dos games, além de argumentar que essa hstória de games e comportamento violento pode ser uma grande balela. Na verdade, ela diz que em muitos momentos a coisa funciona de forma contrária, ou seja, quem joga jogos violentos poderia vir a ser menos violento, pois os jogos teriam esse poder/efeito, ao passo que serviriam como uma forma de catarse das frustações da vida etc. Claro que falei de forma bastante simples, mas esse livro é fácil de ser encontrado e vale a pena dar uma lida, sobretudo aqueles que ainda possuem preconceito com os jogos.

Para finalizar, o livro “Cultura da convergência” de Henry Jenkins. Posso afirmar com tranquilidade que poucas vezes li um livro tão gostoso de ler ao mesmo tempo que é incrivelmente informativo. Jenkins aborda a atual cultura midiática, em que os conteúdos percorrem diferentes mídias, explorando suas particularidades e expandindo os universos ficcionais. Como grande exemplo ele cita a série Matrix (mais uma vez) apresentando como os diretores souberam dividir seu universo em diferentes plataformas, tais como cinema, games, animações, quadrinhos etc. O autor nos mostra o quanto estamos envolvidos nessa cultura, que navega da internet para a TV e daí para a revista e daí para onde mais for possível. A obra é fundamental para aqueles que trabalham em qualquer área de comunicação e pode ser bastante interesse para aqueles que querem conhecer mais sobre como funciona a produção de uma obra hoje em dia, o que inclui os jogos de videogame. Além disso, através dessa leitura podemos perceber o quanto as mídias tradicionais precisam e estão se alterando para conseguir conquistar o atual público, que cada vez mais corre atrás da informação e não apenas fica esperando que ela venha até ele. Merece estar na estante de todo amante de tecnologia sem dúvida.

Não me aprofundei muito em cada obra, apenas dei uma panorama geral sobre todas. Cabe aos interessados questionar e buscarem suas favoritas. De qualquer forma, com certeza retomarei esse tema e talvez alguma delas volte a ser comentada.

E você, tem alguma sugestão de leitura? Então compartilhe!

Agora desligue esse computador e vá ler um dos livros que falei, pois eu vou lá ler o meu.

Anúncios

Um comentário sobre “Livros e mais livros (1)

  1. Lucas Rosa

    Valeu as dicas….independente de ser pesquisador ou não, acho que todo “gamer” deveria se aprofundar um pouco nos conhecimentos deste tipo de mídia. Seja por diversão ou informação isso se faz necessário! Seríamos no mínimo, melhores consumidores.
    Sobre Matrix, fica aqui mais uma grande fonte de inspiração (de onde foram até mesmo retiradas algumas cenas para o filme) porém, em menor escala do que a obra citada no post: Ghost in the shell

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s