Cheater!

A maioria das pessoas já jogou algum jogo online (ou jogo de mesa, de cartas etc) e com certeza já passou raiva com algum trapasseiro. É praticamente insuportável jogar Counter Strike e ficar levando head shot toda hora do mesmo cheater. Ou então quando o cara milagrosamente sabia que você estava exatamente atrás daquela parede, atirando antes mesmo que você pudesse respirar.

Mas por que as trapaças? Alguns jogos deixam disponíveis códigos de trapaça bem simples de executar, enquanto outros punem os trapaceiros muito severamente. E o que leva o indivíduo a ser o odiado cheater? Vamos tentar entender um pouco.

Alguns se utilizam dessas artimanhas apenas para causar confusão mesmo, deixando bem claro que tudo não passa de uma grande bobeira. Ligam seus microfones e dão risada na cara de todo mundo, desafiando para ver quem consegue matá-los. Isso é claro para jogos online.

Nos jogos single os códigos são para imortalidade, todas as armas, atravessar paredes, voar e por aí vai. Antigamente, descobrir o código de um jogo era uma proeza, nós só os encontravamos nas revistas especializadas e quem os conhecia era tratado como um Deus, rs. Esse era inclusive um dos meus orgulhos quando jogador do SNES, pois certa vez eu consegui terminar Killer Stinct no nível hard sem utilizar nenhum continue e no final do jogo aparecia uma mensagem explicando como escolher o chefão Eyedol para lutar no modo versus.

Mas no geral, não vejo muita graça em utilizar isso, a menos que seja pra avacalhar mesmo. Em GTA, por exemplo, era bem divertido colocar o código de todas as armas e polícia no máximo pra depois ficar detonando o cenário todo. Era bobo, mas as vezes era divertido.

De qualquer forma, confesso que vejo com maus olhos essa atitude de trapaça, pois ela costuma revelar alguns problema: primeiro, a rapidez com que os jogadores desistem de aprender a jogar determinado jogo, lançando mão de táticas baixas para alcançar sucesso e em segundo lugar, as pessoas mostram que são capazes de qualquer coisa para vencer, mesmo que isso seja injusto.

Porém, ser cheater em CS não traz grande bencefício ou lucratividade, apenas irrita seus adversários. Mas com o crescimento de MMORPG’s como WoW muita coisa mudou. Ser cheater nesses casos pode render dinheiro e muito. Um personagem que evolui mais rápido, que consegue mais itens ou que consegue roubar coisas dos outros jogadores pode ser bem atrativo para a bandidagem online. Tem item que é vendido por preços realmente altos e nesses caos a trapaça chega até a ganhar ares de crime organizado (meo deos, como estou ficando careta).

Alguns vivem disso em todos jogos. Já vi gente que antes mesmo de começar a jogar estava buscando formas de trapacear na internet. Não consigo compreender bem essas motivações, pois uma das principais características dos jogos de videogame é justamente seu desafio, ou seja, trapacear tira boa parte da graça de jogar.

Se tem quem gosta de jogar dessa forma, não há nada que eu possa fazer. Se tem quem crie softwares para burlar as regras dos jogos, as produtoras são quem devem tomar conta disso. Só torço para não cruzar com nenhum desses durante minhas partidas online de Team Fortress 2.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s