Problemas com os jogadores brasileiros

O Game & Críticas ficou sem postagem na semana passada, mas isso se deveu a outros compromissos que surgiram para mim repentinamente. Tudo bem, pois nesse pequeno espaço de tempo foram vários os assuntos que pipocaram por aí e escolhi um deles em específico para comentar hoje, os problemas com jogadores brasileiros em jogos online.

Saiu semana passada uma reportagem no UOL sobre alguns comportamentos nada interessantes brilhantes: são arrastões, roubos, mentiras, “terrorismos” confusão e por aí vai. Muita gente aproveitou para destilar aquele veneno comum e falar mal do Brasil, dos brasileiros, do PT, do Lula, Pelé e qualquer coisa que viesse a cabeça das pessoas que normalmente mais falam mal do que procuram entender o problema e suas soluções.

As acusações, apesar de graves, são todas verdadeiras. Não que isso seja exclusividade de brasileiros, mas é realmente um comportamento típico de muitos e em vários tipos de jogo. Em Counter Strike você encontra cheaters, team killers, chatos etc. Nos MMORPG não é difícil encontrar gente mendigando (sim, mendigando, parece piada, mas não é), roubando spots, enganando novatos, tomando itens do chão, provocando arrastões e muitas outras coisas que vão além da imaginação de qualquer um. E olha que todos estes exemplos eu dou apenas de cabeça, pela minha pequena experiência com esse tipo de jogo.

Porém, antes de as pessoas atirarem pedras e argumentar que esse é um comportamento típico de brasileiros e reclamar da inclusão digital, vale a pena raciocinarmos minimamente sobre esse fenômeno.

O Brasil pode ser a sexta economia do mundo atualmente, mas continua pobre como nunca, devido a desigualdade social ainda encrustada em suas entranhas. Essa desigualdade faz com que a população em geral continue muito distante dos países ricos e isso não seria diferente dentro dos jogos, sobretudo os MMORPGS, que cada vez mais exigem tempo e dinheiro de seus jogadores. Dessa forma, nada mais “óbvio” do que encontrar jogadores mendigando, pedindo e implorando ajuda dos jogadores mais evoluídos. Isso vale também para os roubos etc.

World of warcraft, um dos maiores MMORPG de todos
World of warcraft, um dos maiores MMORPG de todos

Mas calma, não estou dizendo que isso se deve a falta de dinheiro dos jogadores, pois esse tipo de comportamento deplorável não é exclusivo dos jogadores mais pobres, não mesmo (até porque quem é pobre de verdade no Brasil não tem um pc para jogar, não tem o jogo e nem a conexão banda larga veloz exigida por esses jogos). O grande problema, mais uma vez, é que não somos um país educado. O jeitinho brasileiro ainda impera por aqui e costuma causar conflitos quando vivenciado ao lado de jogadores europeus e/ou norte americanos. Em geral temos péssimos índices educacionais e absolutamente nada sobre educação voltada para as mídias, nesse caso especificamente os jogos.

Enquanto continuarmos desvalorizando a educação em geral continuaremos observando esse tipo de comportamento. Se lembrarmos ainda que as leis que regulamentam as partidas online variam de país para país e que no Brasil ela é quase inexistente, pronto temos a receita completa.

Espero que os jogadores brasileiros mudem essa imagem e percebam que só há um prejudicado com isso tudo, ele mesmo. Chegou-se a comentar em alguns jogos online da possibilidade de banir ou até mesmo proibir a presença de jogadores brasileiros (o que também carrega uma bela dose de preconceito), fazendo com que muitos jogadores até omitam sua verdadeira nacionalidade, temendo represálias.

É triste, mas com o tempo e através de um comportamento mais educado eu creio que essa imagem seja desfeita. Porém, se continuarmos desvalorizando a educação e não tratando os jogos de forma séria, então esse será mais um setor em que o Brasil será atrasado em relação aos outros países.

Gustavo Nogueira de Paula

PS: Dias atrás aconteceu o capítulo final da novela das 21h na globo. Não vou ser demagogo, mas a violência que presenciei sendo transmitida na tv aberta me impressionou. Homem amarrado sendo espancado por várias mulheres, morte, sexo pra todo lado e comemoração das pessoas ao verem os vilões sendo “derrotados”. Deu pena, ao mesmo tempo em que me chocou saber a quantas andam as novelas hoje em dia. Não vou colocar o link aqui, mas quem quiser conferir basta procurar no youtube e lamentar por si mesmo.

Anúncios

6 comentários sobre “Problemas com os jogadores brasileiros

  1. Renato

    De fato, independente da preferência ideológica foi um daqueles momentos de vergonha alheia em ser brasileiro. Isso não é um problema dos brasileiro “pobres” na verdade descreve bem a triste elite que temos. Afinal, como você mesmo disse, pobre não tem tempo ou dinheiro para ficar queimando em joguinho online.

    O próprio artigo trabalha algumas explicações interessantes, uma é a falta de entendimento dos jogadores brasileiros devido ao pouco entendimento do que deve ser feito em jogo. E minha teoria pessoal é que esse pode ser mais um dos reflexos do complexo de vira-latas brasileiro que tenta compensar sua baixa estima e baixo desempenho dentro de um jogo se revoltando e atacando o jogo em si.

    Por outro lado isso abre espaços que podem ser interessantes. Haveria como criar jogos que incorporem esse comportamento tóxico? Será que os mendigos e arrastões podem se tornar um elemento de jogo?

    1. Gustavo de Paula

      Excelente resposta Renato! Isso nos faz refletir sobre nossa condição como brasileiros, jogadores e tb com estudiosos de jogos. O que da pra fazer a partir desse comportamento é uma ótima pergunta. Esse tipo de discussão me faz ter orgulho desse blog, obrigado!

      1. Renato

        Obrigado Gustavo, de fato acho que os estudiosos de psicologia e sociologia deveriam estar se debruçando sobre os jogos online. É um campo de experimento simplesmente muito bom para ser ignorado. Um dos exemplos que achei mais interessante é o dayZ: quem imaginaria que sequestros se tornariam um elemento de jogo?

  2. Rapaz, ontem citamos este texto quando acabamos de jogar o stock car 2012. Durante a corrida, uns caras invadiram o TS de dois pilotos e começaram a xingá-los gratuitamente, em um deles, até conseguiu fazer coisa pior, zuaram o pc dele durante a corrida, as cores que ele via não eram as naturais do jogo… Um dos caras no fim mencionou que alguns servidores de Battle field já bloqueiam brasileiros, pq ele mesmo já foi bloqueado.

    Enfim, a vergonha alheia traduz muito bem isso. O brasileiro é o mais apelão, quando não consegue entender o jogo, e isso é fácil, pois 80% da população é estúpida (isso inclui ricos e pobres) começa a avacalhar com o jogo dos outros.

    Ótimo texto.

    Abraço

    1. Gustavo de Paula

      Mas é isso, o caos pelo caos. Vejo muita semelhança com o tratamento dado a bens e espaços públicos: ao invés de pertencer a todos os participantes, se tem a mentalidade de que não se pertence a ninguém.
      Entrar em um servidor, apenas para atrapalhar a corrida de uma pessoa, é um comportamento bem complicado.
      Como disse o Renato aí em cima, é um tipo de coisa que a psicologia e a sociologia já deveriam estar se dedicando a todo vapor. Fica aí a sugestão para quem é da área…

  3. O comportamento em um jogo online reflete exatamente o que a pessoa é na vida real. Se ela rouba nos jogos ela faz isso também na realidade se tiver a oportunidade.

    O problema não é a educação on-line, mas varios fatores como o caráter, fidelidade ao que é correto, honestidade, respeito e amor ao proximo e etc… E o brasileiro só se destaca mais negativamente por que é um dos países que mais assiste novela no mundo (o produto de exportação nacional com maior qualidade), que só ensina isso.

    Detalhe, se quiser ter pelo menos um dos adjetivos acima…. não assita novela, não perca o seu tempo, use este tempo precioso para aprender algo útil na vida, produza algo bom. :D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s