Apoio mútuo – GLITCH

Pare para pensar e responda rapidamente: Quantas pessoas que trabalham e/ou produzem jogos eletrônicos você conhece? E se conhece, quantas vezes teve a oportunidade de jogar algum de seus jogos?

Em geral, poucos tem esse “privilégio” de conhecer o futuro amigo rico (não é tão simples assim) e os que tem, muitas vezes não tem acesso as produções caseiras/independentes que partem dessas mentes muitas vezes brilhantes. Os motivos são os mais variados. Para aproximar os jogadores em geral, interessados, curiosos e outros produtores de jogos, foi criado o GLITCH – GameLab, fruto de parceria entre alunos da Unesp Bauru e o Sesc Bauru (representado lá pela minha pessoa).

GLITCH

A mecânica é muito simples, aqueles grupos que desejam apresentar seus jogos levam seus computadores (ou você acha que tem mídia e arquivo de fácil instalação dos jogos que ainda estão sendo produzidos?) e os projetam no telão. Falam sobre o funcionamento do jogo, apresentam em que fase de produção estão etc. Depois, todos os participantes se espalham pela sala e tem a chance de colocar as mãos no controle de cada um dos jogos, livremente, no melhor esquema que a bagunça pode oferecer.

O clima é leve, descontraído e bem barulhento. Normalmente são apresentados cerca de 4 jogos, alguns já em fase mais adiantada de desenvolvimento, outros menos. Dá pra dizer que tem muita qualidade saindo das garagens nacionais, mas sem apoio, tempo, espaço e, acima de tudo, grana, não é tão fácil assim de fazer o jogo decolar. Além do que, um detalhe que parece simples acaba por causar  muita dor de cabeça em quem está fazendo o jogo, as sessões de teste.

Em tese, todos gostariam de por as mãos num jogo novo e depois bater no peito dizendo que ajudou durante sua construção, testando-o. Porém, isso se aplica quase que exclusivamente a títulos das gigantes do segmento, como Blizzard, Valve etc. Os beta testes são disputadíssimos e atingem milhões de pessoas, ávidas a criticar o futuro game. Já nas pequenas produções independentes, muitas vezes os testes se resumem a sessões com amigos, estudiosos e mais um ou outro conhecido. Nesse ponto o Glitch tem funcionado muito bem, pois todos podem jogar os jogos uns dos outros e dar seu feedback instantâneo.

Foto retirada do site www.oplayer2.com.br/
Foto retirada do site http://www.oplayer2.com.br/

A ideia é expandir o Glitch, disponibilizar alguns dos jogos em lugares de maior acesso e ampliar a quantidade de testers, trazer produtores de outras regiões e contar com pequenas palestras de produtores de empresas já estabelecidas. O importante é ouvir novas ideias e cada vez mais ampliar esse encontro, sempre favorecendo quem faz e quem quer conhecer as novidades que vem por aí.

Acreditamos que é a partir destas pequenas atitudes que seremos capazes de melhorar o cenário dos jogos nacionais, sobretudo aquilo que é produzido fora das capitais. O interior tem muitas universidades e cursos de qualidade, além de muita gente criativa e capaz, difícil é encontrar espaço.

Um dia esses encontros serão cada vez mais comuns e as produções independentes deixarão de ser algo exótico, se tornando comum na vida dos jogadores. Para que isso aconteça precisamos de mais eventos, mais encontros, mais debates de ideias. É um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para os indies.

Gustavo Nogueira de Paula

Anúncios

Um comentário sobre “Apoio mútuo – GLITCH

  1. Renato

    Muito legal, iniciativas como essa vão fazer os produtores, e o próprio mercado, amadurecerem. Deve ser um rico “laboratório” para os produtores de jogo. Trabalhei com o desenvolvimento de um jogo de tabuleiro e é impressionante como pessoas diferentes podem apresentar enfoques inovadores para o designer de um jogo.

    Pessoalmente acho que desenvolvimento de jogo tem algo de pesquisa-ação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s